Visita ao Parque do Rodeador (EBC/RADIOBRÁS)


Numa bela manhã de terça-feira, tive uma oportunidade muito desejada por vários radioescutas pelo mundo, que é conhecer o parque transmissor de uma emissora de ondas curtas e médias. E aqui no país, quem melhor pra isso que a Rádio Nacional, não é mesmo? Clique no link abaixo para ver mais fotos e o relato na íntegra.

Situada a 34 quilômetros Noroeste do centro de Brasília, a maior instalação do tipo na América Latina desde 1979, mesmo vista de longe impressiona. A cada metro mais próximo das antenas a grandiosidade delas vai enchendo os olhos de entusiastas como eu. O resumo em uma palavra daquilo tudo é esse: Monumental!
A chegada ao local já denota a preocupação com a segurança, já que a emissora tem valor estratégico para o país, e não poderia ser diferente é claro. São quatro antenas, sendo uma de ondas médias com 119 metros de altura, e três de ondas curtas, tendo a mais alta 143 metros.

Os prédios onde são abrigados os transmissores, salas de monitoramento, equipamentos de modulação e vários outros, são de construção impressionantemente robusta, típica de edificações militares. No primeiro e maior deles logo após a entrada do parque, ficam os equipamentos relacionados ao sistema de ondas curtas. Dentro dele, há uma grande sala com consoles onde é possível monitorar o status das transmissões, parâmetros de potência e SWR e fazer controle direcional das transmissões. Há também um console que permite ligar qualquer um dos transmissores com qualquer uma das antenas, num apertar de botão e também um enorme rack com os processadores de áudio, moduladores e links de satélite. Nas paredes desta sala, estão mapas com os lóbulos de irradiação das antenas, e a cobertura teórica das emissões que dali partem para o Brasil e para o mundo.

Saindo desta sala, logo a frente, temos um enorme corredor onde ficam os transmissores de ondas curtas, todos da marca Brown Boveri & Cie de origem Suíça, valvulados e tão grandes que estivemos DENTRO de um deles, que no momento irradiava a programação da Rádio Nacional da Amazônia em 11780 KHz com 150 KW direcionados a região norte. As válvulas de saída e moduladoras são imensas e refrigeradas a água por um sistema de grandes radiadores que fica no segundo piso do prédio, junto dos reservatórios de água quente oriunda do retorno das mesmas, e que permite a elas uma vida útil de aproximadamente 40 mil horas. No momento da visita, os transmissores ativos eram o de 11780 KHz com 150 KW e o de 5990 KHz com também 150 KW, transmitindo a programação da Rádio Senado. O transmissor de 6180 KHz estava inoperante, aguardando uma nova válvula de saída chegar do exterior. Sendo assim, este teve as portas dos seus compartimentos das válvulas abertos para que pudéssemos ver como eram por dentro, já que em funcionamento isso não é possível por conta da altíssima radiação ali emitida. No final do corredor de transmissores há uma bela vista (a qual apreciamos) pra uma das antenas de ondas curtas, que naquela ocasião transmitia a Radio Senado em 5990 KHZ.

Terminada a visita ao primeiro prédio, fomos de carro até o prédio do transmissor de ondas médias, situado a dois quilômetros dali. No meio do caminho paramos um pouco ao pé da mais alta das antenas de ondas curtas que estava inoperante, para apreciação e algumas fotos, e também vimos a subestação que recebe uma linha dedicada direto de FURNAS de 138.000 Volts, que garante o abastecimento ininterrupto do local e tem capacidade de alimentar dezenas de milhares de residências. Logo depois chegamos ao prédio do transmissor de ondas médias, o primeiro ali construído, no ano de 1974. Dentro dele, está fixada logo na entrada a placa histórica de fundação do local, assim como a placa com todos os envolvidos no projeto de implantação do sistema. No momento da visita, o transmissor de ondas médias estava desligado, pois a transmissão diurna da Nacional AM é feita dentro de Brasília com uma antena 1/4 de onda situada no parque transmissor do SIA (Setor de Indústria e Abastecimento).

Foi possível também ver os racks com receptores de link de satélite, processadores de áudio e moduladores de áudio de ondas médias semalhantes os vistos no prédio anterior . O transmissor é também um Brown Boveri valvulado e possui 300KW de potência máxima, dos quais 230KW estão sendo efetivamente utilizados na transmissão noturna. Após a visita ao prédio, caminhamos para o lado de fora onde foi impossível não notar a enorme torre irradiante de ondas médias que fica a 170 metros dali, com 119 metros de altura, 1/2 onda para os 980 KHz da Nacional AM e que diferentemente das torres triangulares normalmente encontradas nesse tipo de difusão, tem formato quadrado com cada lado medindo 1,20 m, uma estrutura realmente muito robusta. Foi possível observar também a superdimensionada linha de alimentação que percorre os 170 metros do prédio até a “casinha” no pé da torre, projetada para 600KW. Outro detalhe interessante é que em 360 graus ao redor da torre, existem 180 radiais de cobre enterrados, para formar o plano terra da antena. Segundo nos foi informado, novos transmissores estão a caminho, já em processo licitatório. Serão três novos transmissores de 300KW para ondas curtas e dois de 300KW ou três de 200KW de estado sólido para ondas médias, que somados, farão a Nacional AM retornar para os famosos 600KW que já possuiu no passado.

E por fim, quero deixar aqui os meus sinceros agradecimentos ao Lúcio Haeser, Jornalista da EBC, que nos proporcionou esse passeio fantástico, ao Engenheiro Toshihiro Kanegae, Gerente de Engenharia de Rádio da EBC pelas explanações e pela atenção dispensada a nós, ao Senhor Ivo, técnico encarregado dos transmissores que nos explicou muitas coisas sobre o funcionamento dos mesmos, e finalmente ao meu amigo Thiago Machado pela hospedagem e transporte em Brasília. A todos o meu muito obrigado.

Abaixo mais fotos da visita:


Placa de inauguração da estação

Sala de controle e monitoramento das transmissões

Controles e mapas

Painel monitor do TX 4

Painel do transmissor de 11780 KHz

Painel do transmissor de 6180 KHz com a porta aberta

A maior das antenas de ondas curtas com 143 metros de altura

Saída das linhas de alimentação do prédio dos transmissores de OC


A menor das antenas de ondas curtas

Válvula de saída do TX de ondas curtas

Válvulas moduladoras

Sistema de refrigeração das válvulas

Placa de inauguração do primeiro prédio

Placa citando os envolvidos na implantação do sistema

Placa fixada no TX de ondas médias

Painel do TX de ondas médias

Antena da Nacional AM

Base da antena da Nacional AM

Antena da Nacional AM vista de sua base

Vista da casinha da antena da Nacional AM para a linha de alimentação e prédio que abriga o TX<

Anúncios

27 Respostas to “Visita ao Parque do Rodeador (EBC/RADIOBRÁS)”

  1. Pedro Turner Says:

    Espectacular Gustavo!

    É, realmente, uma oportunidade rara poder visitar um centro emissor com a dimensão do Pq. Rodeador. Obrigado pelas fotos e pela “reportagem”.

    Parabéns pelo seu blog e continue com o bom trabalho!

    Saudações de Portugal

    Pedro Turner

  2. Clóvis PY2KG Says:

    Olá Gustavo parabéns pelo material.´Sua visita é de fazer inveja a qualquer um…

    grande abraço

  3. durval 503 Says:

    É uma maravilha. Melhores imagens e repostagem do ano . É uma pena que esta subutilizado ” quase abandonado ?? ” Hoje mesmo nao tive recepcao de rn em 980 khz agora a noite .

    • Durval, é isso mesmo? Quase abandonado? Subutilizado? Rapaz, não estaria em pleno funcionamento não? Na verdade não sei a quantas anda, porém, só imagino que estaria funcionando tudo sim. Mas enfim, se for o caso de não estar funcionando, será uma lástima….!!!

  4. Adriano Says:

    Muito bom!
    Realmente interessante poder olhar o local, equipamentos e antenas onde se originam os sinais que captamos. Tenho um arquivo com fotos do sistema da rádio Guaíba (720kHz, 6.000kHz e 11.785kHz) aqui em Porto Alegre (um Harris DX-100, 100kW em OM), mas ainda não consegui autorização para publicá-las. Também tenho fotos da estação transmissora da Transmundial em Santa Maria. Assim que tiver autorizado, mando pro pessoal. Mas nada se compara ao que vimos aqui.

  5. Monumental…Grandioso… Gigantesco
    Sinto-me honrado e orgulhoso em saber que o Brasil possui equipamentos desse naipe. Porém, aí vai uma sugestão. Parque do Rodeador não vejo grande significado. Sugiro que tal local passe a chamar-se “Parque Pe. Roberto Landell de Moura”. Que tal???
    Esta é a minha sugestão Lahor PY2 CLK PY4 CLK

  6. Joffre Says:

    Parabéns pela visita e fotos. Mas fiquei intrigado, sempre me informaram que há/havia 6 ou 7 emissores de OC de 250kw?
    Você sabe o que aconteceu com o outro emissor de 300kw de OM?
    Fique impressionado com o n. de antenas de OC. Pensei que eram em maior quantidade, uma vez que lembro o uso de mais do q 3 freq. da extinta Rádio Nacional do Brasil e da Amazônica concumitantemente. Vc sabe de algo?
    No mais é triste a EBN privilegiar uma rádio, como a do Senado, para as emissões em OC. É uma queima de $$ do contribuinte… mas é o Brasil e sua política de incentivos às emissões “chapa branca” a custa do dinheiro do contribuinte.
    Acho preferível deixar o transmissor de Oc de 49 operando em 6180 para a Amazonia, lá há mais finalidade social.

  7. Flavio Barbieri Says:

    Realmente excepsional , um parque de transmissores fantastico de dar inveja a nós radiodifusores.
    Esses transmissores apesar de “valvulados” estao em perfeitas condições de funcionamento no entando deveriam investir um pouco mais em transmissores transistorizados.!

  8. py2255swl@hotmail.com Says:

    Nossa! Que maravilha bela reportagem detalhes importantes para um DEXISTA muito bom mesmo,parabens.

    J.Carlos
    py2255swl

  9. Alysson Says:

    Sinto orgulho do Brasil, pois mostramos para o mundo que sabemos fazer rádio. O que me preocupa é utilizar o rádio como objeto de política. Concordo com o Prof. J. Lahor em trocar o nome do Parque do Rodeador para o ” Parque Pe. Roberto Landell de Moura, uma justa e merecida homenagem ao cientista brasileiro do rádio.
    Parabéns Gustavo pela iniciativa em mostrar para o Brasil e para o mundo nossas riquezas.

  10. Excepcional reportagem sobre o tema. Primeiro, isto porque o próprio site da EBC/Radio Nacional não chega a ser tão espefífico na publicidade de seu parque de antenas e tranmissores e, segundo, sua reportagem mostrou aspectos técnicos documentados em imagens os quais eram desconhecidos do grande público, inclusive dos especialistas no assunto. Fiquei extasiado ao ver, depois de várias tentativas de pesquisa na internet, o sistema de refrigeração das válvulas moduladores e de tanque final, o qual, segundo sei, foram projetados por engenheiros brasileiros da própria EBC – nunca ví um outro projeto igual noutras broadcastings espalhadas pelo mundo. Parabéns!!!

    Mauricio Gonçalves – PP2FT

    • De fato Maurício, um espetáculo sim, sem dúvida. Só faria a observação de que em termos de “parque de antenas”, o da americana Voz da América bem como o da Rússia, são também parques bastante notáveis, tanto em termos de arranjo de antenas, como a área ocupada pelos cabeamentos e o prédio das instalações e alojamentos de máquinas. Mas não desmerecendo o nosso, não, de jeito nenhum, só fazendo um paralelo…! Valeu e tudo de bom.

  11. Excepcional reportagem sobre o tema. Primeiro, isto porque o próprio site da EBC/Radio Nacional não chega a ser tão espefífico na publicidade de seu parque de antenas e tranmissores e, segundo, sua reportagem mostrou aspectos técnicos documentados em imagens os quais eram desconhecidos do grande público, inclusive dos especialistas no assunto. Fiquei extasiado ao ver, depois de várias tentativas de pesquisa na internet, o sistema de refrigeração das válvulas moduladoras e de tanque final, o qual, segundo sei, foram projetados por engenheiros brasileiros da própria EBC – nunca ví um outro projeto igual noutras broadcastings espalhadas pelo mundo. Parabéns!!!

    Mauricio Gonçalves – PP2FT

  12. turella Says:

    Gostei muitissimo da materia. Para os amantes do radio como nós é uma oportunidade ímpar conhecer detalhes de uma emissora como a Nacional. Parabéns.

  13. Hugo Mendes Says:

    Legal, sempre me interresei pelo parque, fui morador da Zona rural que da nome ao parque de antennas, ele sempre foi alvo, por nos, vizinhos deles, de muita historia, ja ouvir falar muita coisa, tipo que era uma base do exercito, essas coisas, mais nunca tivemos nenhuma informação das atividades realizas lá, e ele até hoje era um misterio para mim, valeu pela reportagem.
    Gostaria que a população do rodeador, um dia, podesse descobrir que são vizinhos de um dos maiores parques de antennas de radio do mundo e podesse dar um maior valor.

  14. Coisa linda, maravilhosa, sou empresário radiodifusor e técnico em eletrônica, é realmente muito grande claro que tb pelo ano de fabricação, acredito que os Txs de estado sólido sâo um pouquinho menores rsrsrs. Parabens pelo material.

  15. Danniel Says:

    Olá, fiquei contente em encontrar as fotos do parque transmissor. Sempre tive curiosidade como era lá dentro e nunca encontrei muito material. Gostaria de apontar apenas uma correção, a alimentação em 138 kV é feita pela CEB por uma linha de circuito simples que sai da SE Taguatinga.

    Abs]

  16. pu1ndm aldenir Says:

    Maravilha essa matéria é 1 orgulho ver toda essa estrutura em funcionamento no nosso território nacional. seria daí o local onde é gerado o sinal da voz do brasil para ser retransmitida para todas as emissoras do país?

  17. Fiquei impressionado com a estrutura desta Radio ! Sem duvida temos que ter orgulho de tudo isso ser em nosso país. Orgulhos de ser brasileiro nesse aspcto.Parabens pela materia !!

  18. Estrutura impressionante! Imagino como deve ser a Radio Vaticano, a maior planta de transmissão em AM e OC do mundo.

    • Fabiano, há tempos venho pesquisando sobre isso…! Então quer dizer que é a Rádio Vaticano a maior transmissora do mundo? tanto AM quanto OC? Você saberia qual a potência dela? Deve ser um consumo de eletricidade monstruoso uma vez que no caso da transmissão em OC afirma-se que o consumo de energia elétrica é algo bastante pesado.!

  19. […] site) in August 2010. Gustavo left a really good post with several pictures on his blog: https://dxswl.wordpress.com/2010/08/29/visita-ao-parque-do-rodeador-ebcradiobras/ The 4th picture shows maps with radiation patterns. The 310 degree bearing seems the right […]

  20. marcus vinnicius de aquino aguiar Says:

    magnifico !

  21. Caraca, parabéns…! Muito show sua página, há tempos que eu procurava algo assim pra ter uma noção de como seriam essas instalações de Ondas Curtas. O que fico surpreso e até te pergunto é se é comum que tais instalações do parque de antenas seja algo tão grande? outras rádios de OC seriam mais ou menos assim também? Vi a Voz da América e também é algo grandioso, realmente muito amplo. E outra dúvida, os cabos (fios da antena), são o que? cabos de aço? de cobre? alumínio? Você teria uma noção de qual o consumo de energia elétrica dessas estações, pois pelo que eu saiba esse é um dos principais motivos para o encerramento das atividades de diversas dessas emissoras em ondas curtas, o alto consumo de energia…! Aliás, sobre essa questão da área, também lembro de ver rádios de “alcance mundial” em que suas antenas seriam apenas um “arame” em uns postes ao redor do “pequeno” prédio da rádio. Na foto da antena AM, o apoio da extremidade da base da antena não pode ser fixo e encaixado no solo? é isso mesmo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s